A Casa Ronald tem entre os seus valores, a transparência. Consideramos fundamental que os programas divulguem todos os seus números, para mostrar lisura e deixar claro aos investidores como os recursos estão sendo empregados. Por esta razão, a Casa faz questão de divulgar no site informes periódicos com os gastos e disponibiliza o balanço anual para consulta.

Veja nossos números!

Se tiver alguma dúvida, entre em contato pelo email: comunicacao@casaronald.org.br

A Casa Ronald McDonald-RJ do Rio de Janeiro foi inaugurada no dia 24 de outubro de 1994. A Instituição sem fins lucrativos é a 1ª na América Latina e a 162ª no mundo. Sua missão é: “Dar atenção integral às crianças e adolescentes portadores de câncer e às suas famílias”. O Programa Casas Ronald McDonald tem como objetivo ser “uma casa longe de casa”. O projeto é coordenado pelo Instituto Ronald McDonald, que estabelece os padrões internacionais de instalação e operação, garantindo um bom atendimento às crianças, adolescentes e seus responsáveis.

A Casa Ronald McDonald-RJ oferece, gratuitamente, hospedagem, alimentação, transporte para os hospitais, e de forma complementar para atender sua missão, proporciona suporte psicossocial, atividades recreativas aos pequenos pacientes e suas famílias, cursos profissionalizantes, acompanhamento escolar e os Programas: Bolsa de AlimentosAmor de Casa, entre outros projetos sociais que garantem a Atenção Integral às famílias que passam pelo tratamento de câncer infantojuvenil.

 

Vídeo Institucional da Casa Ronald McDonald-RJ

A operação da Casa é garantida através de doações de pessoas físicas e jurídicas, realização e participação voluntária em eventos beneficentes e recursos doados por membros contribuintes. Além de contar com um Bazar permanente, Feiras e Vendas Online para comercializar produtos doados, por grandes marcas/colaboradores, outra grande fonte de captação de recursos é o evento anual McDia Feliz, o qual destina a quantia arrecadada na venda do sanduíche Big Mac para o custeio da Instituição, no valor corresponde a 25% da despesa anual da Casa Ronald McDonald-RJ.

Um fator importante de viabilidade da abrangência e qualidade ofertada aos beneficiários, está no fato de que a maior parte dos serviços oferecidos, incluindo os operacionais, são realizados por voluntários, pessoas que doam seu tempo e carinho às crianças e suas famílias, para que sejam atendidos naquilo que possuem de mais precioso: a plenitude da vida.

Vídeo dos 25 Anos do McDia Feliz – História da Campanha

Sonia Neves – Presidente voluntária e fundadora da Casa Ronald McDonald-RJ exibindo os reconhecimentos pelos 25 anos de voluntariado na Instituição.

Desde sua inauguração, a Casa já atendeu e melhorou a qualidade de vida de mais de 3 mil crianças, adolescentes e suas famílias, e contribui para o aumento do í­ndice de cura do câncer infantojuvenil. Seu trabalho é considerado de utilidade pública porque permite a liberação de leitos em hospitais públicos para pacientes que realmente necessitem de internação. Desta forma, os hospitais podem ampliar sua capacidade de atendimento sem investimento adicional e reduzem seus custos com internações desnecessárias.

No Rio de Janeiro, os hospitais conveniados são:

Instituto Nacional do Câncer (INCA)
Hemorio
Hospital Universitário Pedro Ernesto
Hospital da Lagoa
Hospital Pediátrico Martagão Gesteira (Fundão)
Hospital da Criança
Hospital dos Servidores do Estado

A indicação para hospedagem na Casa Ronald McDonald-RJ é feita pela equipe de assistentes sociais, médicos e, ainda em casos emergenciais, pela enfermagem desses hospitais.

Para informações (21) 2566-3200 / casaronald@casaronald.org.br

McDia Feliz do Rio de Janeiro – Restaurante McDonald’s da Barão de Mesquita – Tijuca.
McDia Feliz do Rio de Janeiro – Restaurante McDonald’s da Barão de Mesquita – Tijuca.
Fachada da Casa Ronald McDonald-RJ (Rua Pedro Guedes, 44 – Maracanã – ao lado da Universidade Veiga de Almeida e próximo ao Metrô de São Cristóvão)
Fachada da Casa Ronald McDonald-RJ (Rua Pedro Guedes, 44 – Maracanã – ao lado da Universidade Veiga de Almeida e próximo ao Metrô de São Cristóvão)
Sonia Neves – Presidente voluntária e fundadora da Casa Ronald McDonald-RJ exibindo os reconhecimentos pelos 25 anos de voluntariado na Instituição
Sonia Neves – Presidente voluntária e fundadora da Casa Ronald McDonald-RJ exibindo os reconhecimentos pelos 25 anos de voluntariado na Instituição
1974 – Fundada a primeira Casa Ronald McDonald no mundo (Filadélfia, EUA), com o apoio do McDonald’s
1974 – Fundada a primeira Casa Ronald McDonald no mundo (Filadélfia, EUA), com o apoio do McDonald’s
1984 – Criação do Ronald McDonald HouseCharities, um sistema global criado em memória ao fundador do McDonald’s, Ray Kroc, com a missão de propiciar o bem-estar e saúde às crianças e adolescentes de todo mundo.
1984 – Criação do Ronald McDonald HouseCharities, um sistema global criado em memória ao fundador do McDonald’s, Ray Kroc, com a missão de propiciar o bem-estar e saúde às crianças e adolescentes de todo mundo.
Francisco Neves como voluntário, com família, amigos e o jogador Bebeto, no McDia Feliz. 1991 – Ano em que arrecadação do McDia Feliz é destinada para o INCA.
Francisco Neves como voluntário, com família, amigos e o jogador Bebeto, no McDia Feliz. 1991 – Ano em que arrecadação do McDia Feliz é destinada para o INCA.
Voluntários e fundadores no primeiro imóvel da Instituição. 1992 – Fundação da Associação de Apoio à Criança com Neoplasia - AACN (05/12/92).
Voluntários e fundadores no primeiro imóvel da Instituição. 1992 – Fundação da Associação de Apoio à Criança com Neoplasia - AACN (05/12/92).
Campanha do McDia Feliz com anfitriões no restaurante do McDonald’s. 1993 – 1º McDia Feliz cuja renda será para a construção da primeira Casa Ronald McDonald no Brasil.
Campanha do McDia Feliz com anfitriões no restaurante do McDonald’s. 1993 – 1º McDia Feliz cuja renda será para a construção da primeira Casa Ronald McDonald no Brasil.
1ª Casa Ronald McDonald da América Latina. 1994 – Inauguração da primeira Casa Ronald McDonald-RJ da América Latina e 162º no mundo. Em 24 de outubro o sonho se torna realidade com o esforço de muitos voluntários, em parceria com o Inca e o McDonald’s.
1ª Casa Ronald McDonald da América Latina. 1994 – Inauguração da primeira Casa Ronald McDonald-RJ da América Latina e 162º no mundo. Em 24 de outubro o sonho se torna realidade com o esforço de muitos voluntários, em parceria com o Inca e o McDonald’s.
Imóvel da primeira expansão. 1996 – Compra do imóvel para a 1ª expansão da Casa Ronald McDonald-RJ, com o auxílio do McDonald’s, através do McDia Feliz, de membros contribuintes e de empresas.
Imóvel da primeira expansão. 1996 – Compra do imóvel para a 1ª expansão da Casa Ronald McDonald-RJ, com o auxílio do McDonald’s, através do McDia Feliz, de membros contribuintes e de empresas.
1996 – Compra do imóvel para a 1ª expansão da Casa Ronald McDonald-RJ, com o auxílio do McDonald’s, através do McDia Feliz, de membros contribuintes e de empresas.
1996 – Compra do imóvel para a 1ª expansão da Casa Ronald McDonald-RJ, com o auxílio do McDonald’s, através do McDia Feliz, de membros contribuintes e de empresas.
1998 – Troféu Beija Flor – Prêmio de reconhecimento à Casa Ronald McDonald-RJ, pelo comprometimento, dedicação, mobilização e engajamento de pessoas e recursos com o objetivo de cumprir sua missão.
1998 – Troféu Beija Flor – Prêmio de reconhecimento à Casa Ronald McDonald-RJ, pelo comprometimento, dedicação, mobilização e engajamento de pessoas e recursos com o objetivo de cumprir sua missão.
2000 – Inauguração da 1ª expansão da Casa Ronald McDonald-RJ e aquisição do imóvel para a instalação da sede administrativa da Instituição
2000 – Inauguração da 1ª expansão da Casa Ronald McDonald-RJ e aquisição do imóvel para a instalação da sede administrativa da Instituição
2002 – Prêmio Latasa, em reconhecimento à Casa Ronald McDonald-RJ pela política de prevenção ao meio ambiente. A Instituição foi premiada por suas ações de coleta e reciclagem de latinhas.
2002 – Prêmio Latasa, em reconhecimento à Casa Ronald McDonald-RJ pela política de prevenção ao meio ambiente. A Instituição foi premiada por suas ações de coleta e reciclagem de latinhas.
2003 – Inauguração da Sala de recreação do Instituto Ronald McDonald, para atender as crianças e adolescentes, com mais comodidade e alegria.
2003 – Inauguração da Sala de recreação do Instituto Ronald McDonald, para atender as crianças e adolescentes, com mais comodidade e alegria.
2005 – Compra do imóvel para a construção da segunda expansão da Instituição.
2005 – Compra do imóvel para a construção da segunda expansão da Instituição.
2007 – Prêmio internacional do Programa Bolsa de Alimentos, oferecido pela Ronald McDonald HouseCharities – RMHC, em reconhecimento à Casa que criou um novo conceito em seu atendimento, não se restringindo apenas a hospedagem.
2007 – Prêmio internacional do Programa Bolsa de Alimentos, oferecido pela Ronald McDonald HouseCharities – RMHC, em reconhecimento à Casa que criou um novo conceito em seu atendimento, não se restringindo apenas a hospedagem.
2009 –Início da obra da segunda expansão da Casa Ronald McDonald-RJ para atender o aumento das solicitações de hospedagens, através dos hospitais conveniados. Mais um sonho começa a se concretizar.
2009 –Início da obra da segunda expansão da Casa Ronald McDonald-RJ para atender o aumento das solicitações de hospedagens, através dos hospitais conveniados. Mais um sonho começa a se concretizar.
2011 – Inauguração da segunda expansão da Casa Ronald McDonald-RJ. Capacidade de atendimento cresce para 57 pacientes.
2011 – Inauguração da segunda expansão da Casa Ronald McDonald-RJ. Capacidade de atendimento cresce para 57 pacientes.
2012 – Prêmio “Destaque em Liderança para Instituições do Terceiro Setor”, no Fórum Alta Gestão.
2012 – Prêmio “Destaque em Liderança para Instituições do Terceiro Setor”, no Fórum Alta Gestão.
2013 –Prêmio de Responsabilidade Social, Carvalho Hosken, pela Associação de Imprensa da Barra (AIB).
2013 –Prêmio de Responsabilidade Social, Carvalho Hosken, pela Associação de Imprensa da Barra (AIB).
2014 – Lançamento do livro “O Amanhã Existe” contando a história sobre a luta contra o câncer infantojuvenil no Brasil.
2014 – Lançamento do livro “O Amanhã Existe” contando a história sobre a luta contra o câncer infantojuvenil no Brasil.
2014 – Casa Ronald McDonald-RJ é premiada pela RMHC Global e recebe o AwardsofExcellence Gala.
2014 – Casa Ronald McDonald-RJ é premiada pela RMHC Global e recebe o AwardsofExcellence Gala.

Organograma da Casa Ronald McDonald-RJ

Presidência, Assembléia, Diretoria Executiva, Gerência, Assessorias, Conselhos, Departamentos Principais, Funcionários, Voluntários e Parcerias.

Diretoria Executiva

Presidente da Diretoria Executiva – Sonia Cardoso Novais Neves

Diretor de Atenção Integral – José Luis Gomes Fernandes; Brasileiro

Diretor de Desenvolvimento de Pessoas – Humberto Holanda da Costa e Silva

Diretor de Comunicação e Desenvolvimento Institucional – Marcus Vinicius Carvalho Martino

Diretor de Finanças – André Edouard Stauffer

Membros do Conselho de Administração

Lélio Pires Studart (presidente)

André Carvalho Chagas da Silva

Carlos José Rosale

Carlos Roberto F. de Araujo

Chistiane Braga

Daniela Gabriela Barra Araújo Pereira

Frederico de Moura Costa

José Antonio S. C. Oliveira

Luiz Vogel

Neyle Lisboa Rossoni

Peter Adania Wetzlar

Dra. Sima Ferman

Sergio Monteiro Anachoreta

Sonia Cardoso Novais Neves

Vanusia Alves de Oliveira

Ylana Miller

Membros do Conselho Fiscal:

Adriano Moura da Fonseca Pinto (presidente)

Armando Tavares

Flavia Eiras

Mayer Taublib

Ricardo Soichet

Fundadores: (05/12/1992)

Ana Raquel Fortunato dos Reis

Angela Damásio da Cunha

Angela Kaplan

Antonio Carlos A. Soares

Aurora Nunes Motta

Cassilda dos Santos Soares

Daisy de Carvalho Chagas da Silva

Daniel Goldberg Tabak

Francisco Carlos Neves

Helena Maria do P. de A Piedade

Helena Toblib Vel Taublib

Isak Kaplan

Jane de Almeida Dobbin

Janete Almeida Taublib

José Luiz Pereira Alves

Lucienne Fernandes Symonowicz

Luiz Ebert da Silva

Maria Célia Moreira de Araújo

Maria Virgínia da Silva Pinto

Mário Cesar Pereira de Araujo

Mariqe Martins dos Santos

Mathilde Wasserman

Mayer T. Vel Taublib

Molka Waymberg

Pedro Luiz Fernandes

Raul C. Ribeiro

Regina Coeli Gomes da Silva Paulino

Regina Cobo Soares

Ricardo Moutinho Pereira da Cunha

Riva Galsky

Roberto Carlos Vernes Mack

Roberto Seabra Benevides

Rosa Necha Wowczyk

Ruy do Carmo Borba

Ruysdaltina Maia Poiava

Dra. Sima Ferman – Chefe da Pediatria do Inca

Sonia Cardoso Novais Neves – Presidente da Diretoria Executiva

Sueli Paiva Borba

Informações: casaronald@casaronald.org.br / (21) 2566-3200

Premiação do IPMA Global Achievement Awards.

Prêmio: Primeiro lugar no IPMA 2018 – Melhor Projeto de Planejamento Estratégico de ONGs em todo o mundo.

Emitente: IPMA – Brasil

Luiz Rocha – Conselheiro Estratégico do IPMA – Brasil, recebendo a premiação da Casa Ronald McDonald-RJ.

Reconhecimento pelo Programa de Excelência em Gestão liderado pelo Coordenador da Comissão Especial de Finanças do CRA-RJ – professor Carlos Roberto Fernandes de Araujo, com apoio do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro através das comissões de Finanças, RH e Empresas Júnior.

Líderes do Programa: Coordenador da Comissão de Finanças e Coordenador do Projeto, Professor e Administrador Carlos Roberto Fernandes de Araujo, os administradores Ana Carvalho, Cristina Costa, Rosangela Arruda e Neide Venâncio da Comissão de RH, Samuel Barros e Fabiana Camera da Comissão de Finanças, Raphael Albergarias e Ricardo Soares da Comissão de Gestão de Portfólio, Programas e Projetos e Antonio Andrade da Comissão de Empresa Junior e da UNIRIO.

Representantes da Casa Ronald McDonald-RJ, do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro e líderes das iniciativas estratégicas.

________________________________

Premiação de Reconhecimento e Transparência ao trabalho filantrópico.

Prêmio: Selo Melhores ONGs de 2018 – Brasil

Emitente: Instituto Doar e a Rede Filantropia

Valorização do trabalho das organizações filantrópicas que se destacam pelas boas práticas de gestão e transparência, avaliando processos administrativos, contábeis, comunicação e captação de recursos vigentes.

________________________________

Prêmio ENATS de Boas Práticas de Gestão 2018

Contempla o melhor trabalho de gestão ligado ao terceiro setor.

Premio ENATS

________________

Prêmio: Diploma de Reconhecimento Qualificado

Emitente: INCA – Instituto Nacional do Câncer.

Em reconhecimento ao trabalho realizado junto aos pacientes hospedados na Casa Ronald McDonald-RJ.

________________________________

Projeto Autoria: O Jogo e a arte no adolescer com câncer

Prêmio: Melhor Poster, na categoria Contribuições à Prática da Psico-Oncologia.

O projeto é desenvolvido com os hóspedes adolescentes da Casa e tem como base o RPG. Por meio desse jogo integrado à vivência arteterapêutica, esses jovens descobrem afinidades e diferenças, refletindo sobre questões de como adolescer com câncer.

________________

Projeto Formas Maria de Ser

Prêmio: Originalidade, na categoria Tema Livre.

Sua proposta é contribuir para o resgate da essência feminina de mulheres-mães, fragilizadas pela doença de seus filhos, afastamento familiar e ambiente sócio-cultural. Apresenta ainda como finalidade, a comercialização de produtos criados por elas, propiciando uma fonte de renda no período em que estão afastadas de seus lares e empregos.

________________

Projeto Brincado com a Florisbela – Bonecos Terapêuticos

Prêmio: Projeto mais criativo do Congresso.

O objetivo é ensinar à criança o que é a doença e como enfrentá-la, por meio de dramatizações com bonecos-fantoche.

________________

Prêmio: Troféu Beija -Flor

Data: 2011

Prêmio: Instituição destaque na área de voluntários, com atuação relevante para projetos sem fins lucrativos e que contribuem para a causa do voluntariado no país.

________________

Troféu Responsabilidade Social Carlos Fernando de Carvalho

Data: Maio de 2011

Congratulado: Casa Ronald McDonald – RJ

Emitente: AIB – Associação de Imprensa da Barra

“Em reconhecimento aos serviços prestados à comunidade”

________________

Medalha Tiradentes: “Em reconhecimento a iniciativa de responsabilidade corporativa.”

Data: Fereveiro de 2011
Congratulado: Casa Ronald McDonald – RJ
Emitente: Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, através do Deputado Armando José.
________________
Medalha Pedro Ernesto: “Em reconhecimento aos serviços prestados à comunidade”

Data: outubro de 2011

Congratulado: Casa Ronald McDonald – RJ

Emitente: Câmara Municipal do Estado do Rio de Janeiro, através do vereador Reimont Luiz.

_______________

Troféu Responsabilidade Social: LATASA

Evento: *RMHC (Ronald McDonald House Charities) International Conference – 2007

Prêmio Internacional Projeto Bolsas de Alimentos.

Prêmio: Best Best, na categoria Projeto Social

Emitente: Ronald McDonald House Charities International Conference (Chicago)

Prêmio internacional do Programa Bolsa de Alimentos, oferecido pela Ronald McDonald HouseCharities – RMHC, em reconhecimento à Casa que criou um novo conceito em seu atendimento, não se restringindo apenas a hospedagem.

________________

Evento: I Encontro Internacional sobre Luto e Cuidados Paliativos

Prêmio: Cecily Saunders de melhor relato de experiência sobre luto.

Data: Junho de 2006

Trabalho apresentado: “A Travessia: a valorização da Vida frente a Morte”.

________________

Moção Honrosa: “Em reconhecimento ao trabalho voluntário realizado na Instituição.”

Data: Dezembro de 2006
Congratulado: Zulmira Gaglione (Diretora Voluntária Sócio-Cultural da CRM-RJ)
Emitente: Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro
________________
Moção Honrosa: Em reconhecimento ao trabalho voluntário realizado na Instituição.
Data: Dezembro de 2006
Congratulado: Sonia Cardoso Novais Neves (Presidente Voluntária CRM-RJ)
Emitente: Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro
________________
Moção Honrosa: “Em reconhecimento ao trabalho voluntário realizado na Instituição.”
Data: Dezembro de 2006
Congratulado: Malvina Waymberg (Idealizadora Voluntária do Programa Distribuição de Bolsas de Alimentos CRM-RJ)
Emitente: Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.
________________
Premiações CRM-RJ: Projetos de Atendimento Psicossocial
Data: Maio de 2006
Evento: IX Congresso Brasileiro de Psico-Oncologia em SP
Em reconhecimento ao trabalho voluntário realizado na Instituição.
________________

Congratulações: Em reconhecimento aos serviços prestados à comunidade.

Data: Maio de 2002
Congratulado: Casa Ronald McDonald-RJ
Emitente: Little League Baseball (Presidente and CEO Stephen D.Keener)
________________
Data: 2002

Em reconhecimento ao trabalho de responsabilidade ambiental.

Premio Latasa Casa Ronald

________________

Certificado: Em reconhecimento a iniciativa de responsabilidade corporativa.
Data: Setembro de 2002
Congratulado: Casa Ronald McDonald-RJ
Emitente: Jornal Monitor Mercantil
________________

Moção Honrosa: Em reconhecimento ao trabalho voluntário realizado na Instituição.

Data: Novembro de 2001
Congratulado: Sonia Cardoso Novais Neves (Presidente Voluntária CRM-RJ)
Emitente: Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro
________________

Moção Honrosa: Em reconhecimento a importância da existência da Instituição e dedicação do corpo de voluntários.

Data: Agosto de 2000
Congratulado: Casa Ronald McDonald-RJ
Emitente: Câmara Municipal do Rio de Janeiro
________________

Prêmio: Troféu Beija-Flor

Data: 1998

Congratulado: Casa Ronald McDonald-RJ

Emitente: Rio Voluntário – Srª Ruth Cardoso

Em reconhecimento aos serviços prestados à comunidade.

 

________________

“Reconhecimento de pessoas que doam seu tempo com trabalho voluntário.”
Moção Honrosa
Data: Outubro de 1994
Congratulado: Casa Ronald McDonald-RJ
Emitente: Câmara Municipal do Rio de Janeiro
 “Em reconhecimento a inauguração da Casa de Apoio para crianças em tratamento de câncer.”

Um prédio próprio com 5 pavimentos com 39 suítes, cozinha, Recreação Infantil, Sala de Adolescentes, Salas de Reunião e Treinamento, Solarium, Lavanderia, Refeitório, Espaço Zen, Sala do Psicossocial, Sala de Artes,  Biblioteca, Mural com todas as informações úteis aos hóspedes, Copa dos responsáveis, Salão de Beleza, Locais para depósito de lixo, Sala da Ação Social, Escola e Escritórios Administrativos.

 

Refeitório

Sala de Recreação Infantil.

Sala dos Adolescentes.

Sala zen,  Sala Psicossocial e Salão de beleza

Dormitório1, Dormitório, Biblioteca.

Lavanderia, Cozinha e Entrada de Instituição.

Transportes das crianças e caminhão
para a retirada das doações.

Operacional:

  • Área construída: 3.300m2
  • Quartos: 39 suíteS
  • Suítes Duplas 15
  • Suítes Simples 24
  • Capacidade: 57 famílias (114 pessoas: hóspede + acompanhante)
  • Taxa média de ocupação: 96,89%
  • Voluntários: 346
  • Funcionários:53
  • Média de família hospedadas por mês: 103
  • Número de hospedagens no ano: 13.791
  • Número de refeições servidas no ano: 152.008

Todos os quartos dos hóspedes foram contemplados com lindas histórias em quadrinhos, com os personagens Rony e Robson, gentilmente criados e doados à Casa Ronald McDonald-RJ pela agência DIA Comunicação.

A proposta da parceria social foi levar alegria e um ambiente lúdico aos hóspedes que estão passando pela difícil fase da doença.

A CAUSA

Neoplasia ou Câncer é o nome dado a um conjunto de doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células malignas que invadem os tecidos e órgãos. Dividindo-se rapidamente, estas partículas tendem a ser muito agressivas e incontroláveis.

O acúmulo de células provoca a formação de tumores que podem ser malignos (células cancerosas) ou benignos (massa de células que se multiplicam lentamente e se assemelham ao seu tecido original, raramente constituindo um risco de vida).

Alguns desses tumores ainda apresentam a característica de possuírem células que se soltam facilmente e podem migrar para outra parte do organismo, através da circulação sanguínea ou do sistema linfático, instalando-se, crescendo e formando um novo tumor. Este fenômeno é chamado de “metástase”.

O câncer infantojuvenil (crianças e adolescentes entre 0 a 19 anos), em sua maioria, manifesta-se de maneira rápida, é mais agressivo, e cresce aceleradamente, porém responde melhor ao tratamento e é considerado de bom prognóstico (previsão do curso provável de uma doença).

Os tumores mais frequentes na infância e adolescência são as leucemias (afeta os glóbulos brancos), os do sistema nervoso central e linfomas (sistema linfático).

Também é constante o aparecimento de neuroblastoma (tumor de células do sistema nervoso periférico, frequentemente de localização abdominal), tumor de Wilms (tipo de tumor renal), retinoblastoma (tumor que afeta a retina), tumor germinativo (das células que vão dar origem aos ovários ou aos testículos), osteossarcoma (tumor ósseo) e sarcomas de partes moles (tumores que podem se desenvolver em tecidos como músculo, gordura, nervos, tecidos fibrosos, vasos sanguíneos ou tecidos mais profundos da pele).

Assim como em países desenvolvidos, no Brasil, o câncer já representa a primeira causa de morte por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, para todas as regiões. Nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 70% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria deles terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado.

Em nosso meio, muitos pacientes ainda são encaminhados ao centro de tratamento com doenças em estágio avançado, o que se deve a vários fatores: desinformação dos pais, medo do diagnóstico de câncer (podendo levar à negação dos sintomas), desinformação dos médicos. Mas, algumas vezes, também está relacionado com as características de determinado tipo de tumor.

É importante que os pais estejam em alerta para o fato de que a criança não inventa sintomas. Ao sinal de alguma anormalidade, leve seus filhos ao pediatra para avaliação. É igualmente relevante saber que, na maioria das vezes, esses sintomas estão relacionados a doenças comuns na infância. Mas isto não deve ser motivo para que a visita ao médico seja descartada.

Para a chefe da Pediatria do Instituto Nacional do Câncer (INCA), Dra. Sima Ferman, a qualidade de vida e do bem-estar do paciente é essencial para a cura. “Durante o tratamento, o cotidiano da criança modifica-se e ela passa a frequentar regularmente o hospital,  com procedimentos muitas vezes dolorosos e com efeitos colaterais, e até mesmo com necessidade de internações. É de fundamental importância atenção a todos os aspectos relacionados à humanização, para que o tratamento seja mais bem tolerado pela criança e seus familiares, o que auxilia em muito  a vencer  doença”, reforça a especialista.O diagnóstico precoce é um importante aliado para a cura da doença. “Os pais devem valorizar as queixas das crianças e levar ao pediatra sempre que a tiverem algum sintoma ou queixa persistente”, orienta a Dra Sima.

Sintomas:

• Nas leucemias, pela invasão da medula óssea por células anormais, a criança se torna suscetível a infecções, pode ficar pálida, ter sangramentos e sentir dores ósseas.

• No retinoblastoma, um sinal importante de manifestação é o chamado “reflexo do olho do gato”, que é o embranquecimento da pupila quando exposta à luz. Pode se apresentar, também, através de fotofobia ou estrabismo. Geralmente acomete crianças antes dos três anos de idade. Hoje a pesquisa desse reflexo poderá ser feita desde a fase de recém-nascido.

• Algumas vezes, os pais notam um aumento do volume ou uma massa no abdomen, podendo tratar-se nesse caso, também, de um tumor de Wilms ou neuroblastoma.

• Tumores sólidos podem se manifestar pela formação de massa, podendo ser visíveis ou não e causar dor nos membros, sintoma, por exemplo, frequente no osteossarcoma (tumor no osso em crescimento), mais comum em adolescentes.

• Tumor de sistema nervoso central tem como sintomas dor de cabeça, vômitos, alterações motoras, alterações de comportamento e paralisia de nervos.

Fontes: Instituto Ronald McDonald e INCA


IMPATO SOCIAL DA CASA RONALD McDONALD-RJ

Panorama das famílias beneficiadas

Dificuldades para o deslocamento das residências das famílias até os centros de tratamento, falta de recursos financeiros para manter qualidade e conforto necessários ao bem estar e à imunidade da criança, deficiências de infraestrutura como: saneamento básico, habitação, escassez de recursos financeiros para garantir sustento familiar e nutrição básica, exposição do paciente à situações de risco devido a baixa imunidade e a falta de estrutura familiar que colabore com a difícil fase do tratamento.

Objetivos Institucionais

A associação tem como objetivo principal oferecer de forma gratuita e permanente, hospedagem e alimentação temporárias, além de toda assistência necessária a pacientes infantojuvenis, sejam eles sob tratamento de câncer ou em fase inicial da doença. O atendimento se expande ao familiar através de apoio social, cultural, pedagógico, psicológico, filantrópico e entretenimento.

Nosso esforços são direcionados para que a sociedade veja o câncer infantojuvenil como uma doença potencialmente curável, contribuir para o aumento dos índices de cura e o não abandono do tratamento, melhorar a qualidade de vida das famílias durante e após o tratamento e captar recursos para viabilizar os projetos sociais que beneficiam todos os assistidos e o custeio do Programa Hospedagem.

Publico Alvo

Crianças e Adolescentes de 0 a 18 anos que se encontram em tratamento de câncer, em situações de vulnerabilidade e riscos sociais, tais como: famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade; crianças e adolescentes com deficiências físicas e emocionais; exclusão pela pobreza ou demais políticas públicas; famílias em situação precária e sem inserção no mercado de trabalho formal e informal.

Endereço: Rua Pedro Guedes, 44 – Maracanã

(ao lado da Universidade Veiga de Almeida e próximo à estação do Metrô de São Cristóvão) 

Telefone:. (21) 2566-3200 / casaronald@casaronald.org.br

Teremos um imenso prazer em receber a sua visita: Todos os dias da semana, de 9h às 19h.
Inclusive sábados, domingos e feriados.

Não é necessário o agendamento, apenas se vier com um grupo de mais de dez pessoas: (21) 2566-3200

VISITE-NOS!

Perguntas frequentes


Qual a relação da Casa Ronald McDonald-RJ com o McDonald's?


A Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro é uma Instituição sem fins lucrativos com a missão de oferecer qualidade de vida às crianças e adolescentes com câncer, incluindo suas famílias. O McDonald's é a principal empresa apoiadora e garante, aproximadamente 25% do custeio anual com a arrecadação do McDia Feliz. Alguns de seus franqueados também fazem parte do nosso Conselho Administrativo.


O que são as Casas Ronald McDonald?


As Casas Ronald McDonald têm como conceito fundamental ser “uma casa longe de casa”, oferecendo hospedagem, transporte, alimentação e suporte psicossocial às crianças e suas famílias que, devido ao tratamento, estão fora de suas cidades.


Por que a Casa Ronald McDonald é considerada “uma casa longe de casa”?


Algumas crianças precisam viajar grandes distâncias para receberem atendimento médico, que pode durar um dia, um ano ou mais. Para as famílias desses pacientes, os custos de hospedagens não são compatíveis com sua condição financeira. As Casas Ronald provêm uma confortável alternativa de apoio e servem como residência temporária, com a facilidade de estarem próximas aos hospitais, permitindo que os acompanhantes das crianças atendidas possam dormir, relaxar e encontrar apoio em outras famílias que estão passando pela mesma situação.


Quando as Casas Ronald McDonald foram criadas, e por quê?


Tudo começou em 1974 na Filadélfia (EUA), quando um jogador de futebol americano, cuja filha tinha câncer, uniu-se ao hospital infantil local e ao McDonald’s para implantar a primeira casa de apoio para hospedar crianças em tratamento de câncer. Desde então o programa não parou de crescer, e hoje atende a mais de 10 milhões de famílias, com 300 casas similares espalhadas por 30 países.


Quando a Casa Ronald McDonald foi criada no Brasil?


No Brasil, a primeira Casa Ronald foi criada em 1994 no Rio de Janeiro, e foi a primeira a ser inaugurada na América Latina. Já as outras quatro Casas do Brasil, em São Paulo (SP), Santo André (SP) e Campinas (SP) foram inauguradas desde abril de 2007 e Belém (PA), inaugurada em 2012.


Qual é o suporte psicossocial oferecido às crianças e adolescentes?


As Casas realizam diversas atividades para os pequenos pacientes, desde recreação, terapias (arteterapia, musicoterapia, entre outras) e atendimento psicológico, assim como cursos profissionalizantes e de ensino formal, por meio de convênios com as Secretarias de Ensino.


Durante o tempo de hospedagem, também é oferecido a Atenção Integral aos acompanhantes?


As acompanhantes também recebem apoio terapêutico para que possam manter bem a autoestima e o equilíbrio emocional, assim como participam de atividades profissionalizantes, que possibilitem sua reinserção no mercado de trabalho quando o tratamento terminar e retornarem para suas cidades de origem. Como exemplo de atividades profissionalizantes, temos cursos de bijuteria, artesanato, pintura em tecido, entre outras atividades. Na Casa Ronald McDonald Rio de Janeiro, as aulas de cabeleireiro possuem convênio com o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), que ofereceu os equipamentos e um curso completo de cabeleireiro para as hóspedes acompanhantes, emitindo, ao final do curso, diplomas habilitando as novas profissionais para o mercado de trabalho.


Quais são os pré-requisitos exigidos pelas Casas para receber os pacientes?


A criança que se hospeda em uma Casa Ronald McDonald deve estar sob necessidade de tratamento médico em um hospital fora de sua cidade de origem e que tenha convênio com a Casa. Também é necessário que ela seja indicada pelo profissional de serviço social do hospital, que comprove a necessidade financeira da família.


O que é o Ronald McDonald House Charities - RMHC?


Tudo começou na Filadélfia em 1974, quando Kim Hill, de três anos, filha do jogador de futebol americano, Fred Hill, do Filadélfia Eagles, e sua esposa, Fran, estava em tratamento de leucemia no St. Christopher's Hospital for Children.
Durante os três anos de tratamento, a família Hill frequentemente acampava nos corredores do hospital e comiam refeições improvisadas das máquinas automáticas enquanto observavam outros pais fazendo a mesma coisa.
Eles aprenderam que muitas das famílias viajavam grandes distâncias para levar seus filhos ao centro de tratamento médico, mas não podiam pagar por quartos de hotel.
A família Hill, sabia que devia haver uma solução. Fred reuniu seus companheiros de equipe para arrecadar fundos. Através de Jim Murray, gerente geral dos Eagles, a equipe ofereceu seu apoio à Dra. Audrey Evans, chefe da unidade de oncologia pediátrica do Hospital Infantil da Filadélfia. Dra. Evans sonhava com uma residência temporária para as famílias de crianças que estão sendo tratadas em seu hospital.
Murray contatou Don Tuckerman, da agência de publicidade local do McDonald's e com o apoio do Gerente Regional da rede, Ed Rensi, lançou a promoção do MilkShake verde do dia de São Patrício (conhecido como Shamrock Shake).
Os fundos arrecadados foram para a compra de uma antiga casa localizada perto do hospital.
E assim, a primeira Casa Ronald McDonald abriu na Filadélfia em 1974 - uma casa longe de casa para famílias de crianças doentes. Em 1979 mais 10 casas foram abertas e em 1984 mais de 60 casas haviam sido inauguradas. Em 2018 já são mais de 365 casas em 43 países e regiões.


Qual é o critério de escolha das instituições para se tornarem Casas Ronald McDonald?


Ao ser selecionada para operar como uma Casa Ronald McDonald, a instituição recebe um certificado de excelência reconhecido no mundo inteiro. Por esta razão, a seleção é bem criteriosa. Para que uma instituição possa ser candidata a operar como uma Casa Ronald McDonald, ela deve: estar comprometida com a causa do combate ao câncer infantojuvenil, deve possuir um quadro de voluntários atuantes, e possuir gerenciamento de seus projetos e transparência na prestação de contas. Além disso, deve atender aos critérios exigidos pela Ronald McDonald House Charities - como Sustentabilidade das atividades de rotina da Casa e adequação às exigências de uma construção segura e acessível.


Qual é a vantagem da instituição se tornar uma Casa Ronald McDonald?


Ao se tornar uma Casa Ronald McDonald, a instituição recebe um “selo de qualidade”, uma certificação internacional que reconhece os mais altos padrões de qualidade de atendimento, o que reforça a credibilidade da instituição. Na sua inauguração, a Casa recebe US$ 25 mil para suas primeiras despesas operacionais e passa a contar com o apoio do Sistema McDonald’s – funcionários, franqueados e fornecedores –, que, juntos, fazem doações de materiais, equipamentos, produtos e serviços. No Brasil, o Instituto Ronald McDonald também pode financiar até 50% do custeio da Casa, além de apoiá-la na divulgação de suas ações e em sua excelência operacional, por meio de, por exemplo, a implementação do sistema de informação para gestão das Casas.


Como as Casas Ronald McDonald se mantêm?


As Casas Ronald McDonald se mantém por meio de ações próprias de captação e apoio da comunidade - trabalho voluntário, membros contribuintes, realização de eventos e campanhas, entre outras. As Casas também contam com o apoio do Instituto Ronald McDonald - que pode financiar até 50% do seu custeio - e do Sistema McDonald’s - doações de materiais, equipamentos, produtos e serviços.


Qual a expectativa do Instituto Ronald McDonald em relação à criação de novas Casas?


Um dos objetivos do Instituto Ronald McDonald é expandir o Programa Casa Ronald McDonald no Brasil, garantindo um alto padrão de atendimento nas casas de apoio nos pólos convergentes, estando assim, alinhado com o Programa de Atenção Integral.


Como o Programa Casas Ronald McDonald se relaciona com o Programa de Atenção Integral?


O Programa de Atenção Integral (PAI) tem por foco contribuir com a atenção integral à criança e ao adolescente com câncer, por meio do apoio a um variado elenco de ações e da progressiva articulação de serviços com características complementares (ala de internação, quimioterapia, radioterapia e casa de apoio), como estratégia de consolidação da Rede de Atenção Oncológica na região de execução. Sendo assim, o Programa Casas Ronald McDonald está intrinsecamente relacionado ao PAI, pois implementa e/ou certifica casas de apoio que atendem aos mais altos padrões de qualidade.


ASSINE NOSSO INFORMATIVO

Deixe seu contato e recebe em seu e-mail histórias inspiradoras de nossas famílias. Fique por dentro de nossas

notícias e o que andam aprontando nossos colaboradores, voluntários e mantenedores.